segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Como Pendurar Quadros?

Dicas Importantes:

Você sabe a altura correta para pendurar quadros?

Anteriormente falamos de molduras, na mistura de estilo, na forma e na beleza deste acessório 'moldura' com várias maneiras de utilizá-las. Você chegou a ver essa publicação? Caso tenha perdido, veja a postagem do dia 16 de dezembro de 2011 e confira a maravilha de misturar molduras com seus objetos que contam a sua história.

Agora, vamos publicar no blog da Teia Design, como pendurar nossos quadros e qual a altura correta. Você já colocou os seus objetos no quadro e na moldura, não é? Chegou a hora de coloca-los na parede. Não tem objetos? Não fez o quadro? Não gosta deste tipo de arte em moldura? Aposto que tem uma obra de arte. Então, mãos a obra e veja as dicas abaixo e bom trabalho.

A matéria abaixo foi retirada na seguinte fonte:


Confira!


Para a decoração ficar bacana, é preciso ter arte nas paredes. Não tem jeito. E não basta sair pendurando sem critério. Altura, organização e outros quesitos devem ser observados na hora da montagem. Organizar quadros em uma parede é uma coisa pessoal. Mas, existem algumas regras para não errar. Especialmente se você não tem experiência no assunto. Confira abaixo o certo e o errado, assim como outras dicas para deixar sua casa mais bonita com a instalação de obras de arte. Foto 02: Certo - Quadros atrás do sofá devem ficar centralizados e com o eixo a uma altura de 1,60 m, porém a pelos menos 25 cm do topo do móvel.

• Antes de começar, tenha em mãos uma furadeira, buchas, parafusos (de preferência, todos número 6), lápis, trena, fita crepe e jornal. Algumas pessoas usam pregos, e outras usam adesivos. São opções não muito confiáveis, melhor não arriscar;
• Se você ainda não tem uma furadeira, compre um modelo à bateria. É mas prático e pode servir como parafusadeira também. Para evitar muita sujeira no local, use um envelope de papel, ou improvise um pacotinho com jornal, e cole-o na parede com fita crepe logo abaixo do local do furo. Também suja, mas muito menos, é mais fácil do que ficar com o aspirador ligado durante a perfuração e você ainda pode fazer tudo sozinho, sem a ajuda de ninguém. E cuidado com os canos. Dê uma olhada no projeto de hidráulica antes, se puder;
• Fique atento em relação à altura. O eixo do quadro (linha imaginária que o divide ao meio) deve estar a 1,60 m do piso. Essa é a altura dos olhos de uma pessoa de estatura média. Em geral, quadros altos demais deixam qualquer parede um desastre.
A forma clássica de organizar os quadros em um ambiente é a seguinte:
1. Obras de arte de maior importância devem ocupar local de destaque, de preferência uma parede vazia, se essa obra tiver um bom tamanho;
2. Quadros atrás do sofá devem ficar centralizados e com o eixo a uma altura de 1,60 m, porém a pelos menos 25 cm do topo do móvel;
3. Obras pequenas devem ser agrupadas e organizadas em uma só parede. O ideal é criar um eixo e montá-las respeitando determinado critério;
4. Sobre um aparador, deixe pelo menos 20 cm de altura entre o quadro e o móvel.
• Um bom truque para organizar vários quadros em uma parede é fazer moldes do mesmo tamanho em jornal ou papel kraft. Coloque algumas fitas no verso e espalhe pelo plano onde as obras serão instaladas. Se não gostar, tente organizar mais uma vez. Depois de escolher a melhor posição para cada moldura, comece a furar nos locais onde os quadros de verdade serão montados;
• Outra forma de organizar sua coleção de arte é sobre uma prateleira estreita na sala, que deve estar a 1 m do piso. O bacana é que você pode reordenar as peças sem fazer sujeira. E sempre há um espacinho para uma obra nova;
• Não tenha medo de misturar molduras, estilos e tamanhos. Quadros não precisam combinar entre si. Uma coleção de arte em uma sala, por mais modesta que seja, dá personalidade e charme ao lar. As obras precisam ser escolhidas pela afinidade e valor sentimental dos moradores, não exclusivamente pela função estética na decoração.
Dica de:
Marcel Steiner
Marcel Steiner é designer de interiores e mestre em história e crítica da arquitetura pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP

 

Veja a altura correta para pendurar quadros na sequência de fotos:
Foto 01: Erros e acertos comuns na hora de pendurar quadros

Foto 02: Quadros atrás do sofá


Foto 03
Foto 03: Errado - Quadros sem harmonia, descentralizados em relação ao centro do sofá e alinhados pelo topo.
 
Foto 04
Foto 04: Certo - Os quadros estão organizados considerando a altura de 1,60 m e alinhados pelo eixo central do quadro maior que compõe o grupo.

Foto 05
Foto 05: Errado - Os quadros estão espalhados sem um eixo centralizador, em alturas variadas.


Foto 06

Foto 06: Certo - Simpática montagem de quadros antigos, com diferentes tamanhos e diferentes molduras. Não houve muito critério, mas a quantidade ajudou a criar harmonia e charme nesta parede.


Foto 07
Foto 07: Errado - Colocar um quadro sobre um espelho é de gosto duvidoso. Neste caso, ficou brega. Além disso, os quadrinhos com fotografias à direita poderiam estar mais baixos.


Foto 08
Foto 08: CERTO - Esta é uma maneira simpática de organizar pequenas obras sobre uma cama. A prateleira branca, da cor da parede, foi muito bem escolhida. Para ficar melhor, poderia estar 30 cm mais baixa.

 

Foto 09
Foto 09: ERRADO - A montagem dos quadros sobre o sofá, ainda que de gosto muito pessoal, não está completamente errada, mas eles poderiam estar ligeiramente mais baixos. Já o quadro à esquerda ficou perdido e bem alto. Exemplo de como não colocar uma obra na parede.
  

Foto 10
Foto 10: CERTO - As duas peças de madeira estão colocadas corretamente. O alinhamento e a altura estão perfeitos.
Foto 11

Foto 11: ERRADO - O quadro e as duas esculturas africanas estão completamente equivocados. Falta harmonia nesta parede. Além de mais altas, as obras deveriam estar agrupadas de outra maneira, quebrando a simetria.



Foto 12
Foto 12: CERTO - Excelente montagem. As molduras são lindas e dialogam muito bem com a parede verde. Também não há problema em ter um abajur em frente a uma obra de menor importância artística.

Foto 13
Foto 13: ERRADO - Mais um exemplo de montagem alta e quadros pequenos demais para uma parede. As três obras, assim como o aparador, deveriam estar acompanhadas de uma ou duas peças, numa outra organização.



Foto 14
Foto 14: CERTO - As duas obras maiores foram bem posicionadas. Como não há excesso de móveis, não é um problema a obra de baixo ficar próxima ao piso. Os quadrinhos menores, no chão, completam a cena.



Foto 15

Foto 15: ERRADO - Mesmo com o pé-direito alto, o quadro deveria estar mais baixo, com o eixo a 1,70 m de altura.


Foto 16

Foto16: CERTO - A antiga foto está centralizada na lareira, em uma altura adequada.


Foto 17

Foto 17: ERRADO - Dupla de quadros complemente perdida na parede, além da altura equivocada.

OK


Entre em contato com a Teia Design Interiores:




sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Piscinas

Verão 2012 chegando!

Calor a todo vapor.
Água cristalina.


Verão Tropical: O calor chega com força total. Nada melhor que uma piscina. Para quem curte piscina, abaixo algumas imagens maravilhosas. Você vai construir uma piscina? Saiba mais verificando uma infinidade de idéias que podem ajudá-lo na hora de construir.


Piscina Transparente 

Arquitetos australianos criam piscina com extremidades de acrílico. Assim, quem está nadando pode enxergar tudo o que acontece fora da água e vice-versa

 
Fonte: http://revistacasaejardim.globo.com/Revista/Common/0,,EMI283420-16938,00-PISCINA+TRANSPARENTE.html
Por Casa e Jardim Online

 O verão se aproxima e, junto dele, vem aquela vontade de ter uma piscina em casa para aproveitar os dias mais quentes. Ainda que seja apenas para sonhar, vale a pena conferir esta ideia inspiradora, realizada pelos arquitetos australianos do escritório OFTB – Out of the Blues. A área externa desta residência, em Melbourne, na Austrália, ganhou uma piscina diferente, com as duas extremidades limitadas por placas de acrílico transparentes. 
Divulgação/OFTB
 
Divulgação/OFTB

À noite, a piscina fica toda iluminada
Com um efeito estético impactante, o fundo pode ser visto por quem está fora da água e vice-versa. As linhas retas e os materiais usados na composição da piscina dialogam com a arquitetura contemporânea da casa. A sala de cinema fica no subsolo e possui uma janela de vidro que também tem vista para o fundo da piscina. Para bloquear a claridade, quando querem assistir a um filme, tudo o que os moradores precisam fazer é fechar a persiana de tecido black-out.

 
Divulgação/OFTB
As extremidades são limitadas por placas acrílicas transparentes

Divulgação/OFTB
A janela da sala de cinema dá para o fundo da piscina


Molduras em alta

Ok!

Dicas

Molduras de todas as maneiras de todas as formas e de várias cores.
Aposte nas molduras.

Várias maneiras de aproveitar molduras. Dicas interessantes de objetos especiais que, podemos colocá-los em moldura.

Lembra aquele sapatinho do seu filho que, você guardou no fundo da gaveta? Ele vai ficar na gaveta até quando? O sapatinho ficará lindo se você colocá-lo em uma moldura. Conte sua história, a história do seu filho, da sua avó, dos seus pais, através de molduras.

Veja aglumas imagens que postamos abaixo e deixe a sua criatividade fazer o resto. Aproveite tudo que você acha especial e coloque em uma moldura. Você ficará surpreso com a beleza das peças e conte sua história, afinal de contas é a sua história.



As imagens abaixo são da Revista Casa e Jardim e podem ser acessadas no seguinte link, assim como outras matéias também. Confira as fotos:


Fonte: http://revistacasaejardim.globo.com/Revista/Common/0,,GF88074-16765,00-NOVOS+JEITOS+DE+USAR+AS+MOLDURAS.html#fotogaleria=1


Presa à parede com dois ou mais parafusos, a estrutura de molas de um colchão antigo se transformou em um espaço para expor o que der vontade. Compre molduras antigas com alto-relevo e douradas. Separe objetos que contem sua história e enquadre tudo com bom humor. Depois, coloque ganchinhos atrás das molduras e pendure-as. O projeto é da designer Isabela Miranda
Foto:02
Foto 02: A estrutura de molas pertenceu a um colchão antigo, mas a designer Isabela Miranda deu vida nova à peça: presa na parede, ela sustenta molduras antigas, que exibem objetos inusitados como fôrmas de sapatos e até o despertador de seus pais.
Foto: Marcelo Magnani / Casa e Jardim



Presa à parede com dois ou mais parafusos, a estrutura de molas de um colchão antigo se transformou em um espaço para expor o que der vontade. Compre molduras antigas com alto-relevo e douradas. Separe objetos que contem sua história e enquadre tudo com bom humor. Depois, coloque ganchinhos atrás das molduras e pendure-as. O projeto é da designer Isabela Miranda
Foto:03

Foto 03: Na parede junto à escada, o painel colorido quebra a hegemonia do branco. Uma prancha de MDF serviu de base para colar e rejuntar os modelos, que foram dispostos de maneira intuitiva. A moldura é laqueada na cor berinjela.



Presa à parede com dois ou mais parafusos, a estrutura de molas de um colchão antigo se transformou em um espaço para expor o que der vontade. Compre molduras antigas com alto-relevo e douradas. Separe objetos que contem sua história e enquadre tudo com bom humor. Depois, coloque ganchinhos atrás das molduras e pendure-as. O projeto é da designer Isabela Miranda
Foto:04
Foto 04: Os recados e anotações são muito úteis na cozinha. Por isso, uma pequena lousa foi instalada na parede, ao lado da bancada, no apê do casal Roberta e Luiz Felipe. Para um efeito ainda mais chique e, ao mesmo tempo, divertido, o quadro ganhou uma moldura dourada.
Foto: Cacá Bratke / Casa e Jardim

Presa à parede com dois ou mais parafusos, a estrutura de molas de um colchão antigo se transformou em um espaço para expor o que der vontade. Compre molduras antigas com alto-relevo e douradas. Separe objetos que contem sua história e enquadre tudo com bom humor. Depois, coloque ganchinhos atrás das molduras e pendure-as. O projeto é da designer Isabela Miranda
Foto:05
Foto 05: A artista plástica Ludivine Duflos ganhou o par de sapatos do estilista francês Rodolphe Menudier. Eles ficaram pequenos para seus pés, mas ela gostou tanto do presente, que resolveu emoldurá-lo. Hoje, o calçado dá um tom bem-humorado à sala de seu apartamento.
Foto: Marcos Antonio / Casa e Jardim
Presa à parede com dois ou mais parafusos, a estrutura de molas de um colchão antigo se transformou em um espaço para expor o que der vontade. Compre molduras antigas com alto-relevo e douradas. Separe objetos que contem sua história e enquadre tudo com bom humor. Depois, coloque ganchinhos atrás das molduras e pendure-as. O projeto é da designer Isabela Miranda
Foto:06
Foto 06: Nas molduras de madeira, uma bolsa e os acessórios de estimação da moradora. Usados no dia a dia, agora eles ficam sempre à mão. Na moldura trabalhada, cadeira francesa, de antiquário, laqueada de verde-esmeralda e estofada de seda. Projeto de Neza Cesar.
Foto: Edu Castello / Casa e Jardim

Presa à parede com dois ou mais parafusos, a estrutura de molas de um colchão antigo se transformou em um espaço para expor o que der vontade. Compre molduras antigas com alto-relevo e douradas. Separe objetos que contem sua história e enquadre tudo com bom humor. Depois, coloque ganchinhos atrás das molduras e pendure-as. O projeto é da designer Isabela Miranda
Foto:07
Foto 07: Na parede do quarto do pequeno Thomas, 6 anos, há uma relíquia: a primeira calça jeans e a primeira jaqueta do garoto. Para preservar e exibir as roupinhas, a empresária Valeria Montag, mãe do menino, colocou-as dentro de molduras.
Foto: Marcos Lima / Casa e Jardim

Presa à parede com dois ou mais parafusos, a estrutura de molas de um colchão antigo se transformou em um espaço para expor o que der vontade. Compre molduras antigas com alto-relevo e douradas. Separe objetos que contem sua história e enquadre tudo com bom humor. Depois, coloque ganchinhos atrás das molduras e pendure-as. O projeto é da designer Isabela Miranda
Foto:08
Foto 08: Aqui, a moldura rústica branca fica na cozinha e envolve a fórmula para um ambiente perfeito. A ideia, no entanto, pode ser aproveitada para exibir uma receita especial.
Foto: Marcelo Magnani / Casa e Jardim

Presa à parede com dois ou mais parafusos, a estrutura de molas de um colchão antigo se transformou em um espaço para expor o que der vontade. Compre molduras antigas com alto-relevo e douradas. Separe objetos que contem sua história e enquadre tudo com bom humor. Depois, coloque ganchinhos atrás das molduras e pendure-as. O projeto é da designer Isabela Miranda
Foto:09

Foto 09: A planta baixa do apartamento foi emoldurada (no quadrinho com fundo verde) e virou arte na parede. Projeto do arquiteto Gustavo Calazans.
Foto: Marcelo Magnani / Casa e Jardim

Presa à parede com dois ou mais parafusos, a estrutura de molas de um colchão antigo se transformou em um espaço para expor o que der vontade. Compre molduras antigas com alto-relevo e douradas. Separe objetos que contem sua história e enquadre tudo com bom humor. Depois, coloque ganchinhos atrás das molduras e pendure-as. O projeto é da designer Isabela Miranda
Foto:10
Foto 10: Emoldurados, retalhos de tecido de diferentes estampas vestem a parede da sala, decorada pela arquiteta Renata Cáfaro.
Foto: Edu Castello / Casa e Jardim

Presa à parede com dois ou mais parafusos, a estrutura de molas de um colchão antigo se transformou em um espaço para expor o que der vontade. Compre molduras antigas com alto-relevo e douradas. Separe objetos que contem sua história e enquadre tudo com bom humor. Depois, coloque ganchinhos atrás das molduras e pendure-as. O projeto é da designer Isabela Miranda
Foto:11

Foto 11: Neste cantinho, decorado por Claudia Regina, do ateliê La Calle Florida, as molduras ficam vazias. As peças dão graça à mesa, que tem arranjo de flores, bebidas e aperitivos.
Foto:  Ricardo Corrêa / Casa e Jardim

Presa à parede com dois ou mais parafusos, a estrutura de molas de um colchão antigo se transformou em um espaço para expor o que der vontade. Compre molduras antigas com alto-relevo e douradas. Separe objetos que contem sua história e enquadre tudo com bom humor. Depois, coloque ganchinhos atrás das molduras e pendure-as. O projeto é da designer Isabela Miranda
Foto:12
Foto 12: Os mapas utilizados pelo arquiteto Rodrigo Martins durante uma viagem de cinco meses pela Europa e pelo norte da África enfeitam hoje a parede de seu escritório. A esperteza dessa galeria está nas molduras idênticas.
Foto: Marcos Lima / Casa e Jardim

Presa à parede com dois ou mais parafusos, a estrutura de molas de um colchão antigo se transformou em um espaço para expor o que der vontade. Compre molduras antigas com alto-relevo e douradas. Separe objetos que contem sua história e enquadre tudo com bom humor. Depois, coloque ganchinhos atrás das molduras e pendure-as. O projeto é da designer Isabela Miranda
Foto:13
Foto 13: A varanda deste apartamento acomoda na parede uma moldura de madeira de demolição. A peça destaca as plantas, em um pequeno jardim vertical. O projeto é da paisagista Paula Magaldi.
Foto: Lilian Knobel / Casa e Jardim

Entre em contato com a Teia Design Interiores:


terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Venda Especial - Templuz

Divulgação da Teia Design

Recebemos este convite e estamos divulgando.
Você conhece a loja da Templuz? Se não conhece, vale a pena você conhecer.

Vamos aproveitar e conferir..quem sabe você não encontra o que estava procurando?

Veja o convite da Templuz



Convite enviado pela Templuz em 13/12/11

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Torre Eiffel - Paris

Vidro na Torre Eiffel em sua reforma

Paris cidade Luz!

A Torre Eiffel é um símbolo de Paris. Foi construída em 1889. Essa será a terceira reforma desde sua construção. Veja o que podemos fazer com esse magnífico material - O Vidro.

A Teia Design Interiores repassa abaixo, toda a reportagem que saiu no blog do portal Abravidro, para esta grandiosa reforma. Acompanhe o projeto de como ficará essa maravilha.

Fonte: http://www.abravidro.com.br/blog/?p=1166

Torre Eiffel ganhará piso de vidro a 57 m de altura


Depois de uma reforma que demandará 25 milhões de euros, a Torre Eiffel, um dos cartões postais da França e o segundo monumento mais visitado de Paris, ganhará piso e guarda-corpo de vidro. A obra levará dezoito meses para ser concluída de maneira que as antigas instalações sejam substituídas por outras mais modernas, iluminadas, ecologicamente corretas e totalmente acessíveis a pessoas portadoras de necessidades especiais.







O piso de vidro cobrirá parte do 1º andar, permitindo ao visitante caminhar sobre a estrutura com a sensação de estar flutuando. E para aqueles que não gostam dessa ideia de pisar em “nada”, a barreira de segurança que cercará esse espaço também será de vidro, permitindo a visão da cidade, 57 m abaixo, sem que pise no chão transparente.


Os espaços a serem reformados incluem recepção, salas de conferências, restaurantes e áreas de ensino. Além disso, as novas instalações deverão poupar energia com lâmpadas LED, quatro painéis solares, melhor aquecimento interno e turbinas de vento.







O novo projeto é de Moatti et Rivièri, arquiteto que ganhou em uma competição o contrato pela obra que envolve 4.586 m² da Torre Eiffel, 5/6 do monumento. É a terceira reforma desde que foi construída, em 1889. E todo esse trabalho será feito sem que se feche a torre.


“A Torre Eiffel é o símbolo de Paris e da França. Precisamos cuidar desse monumento, dessa grande senhora, para que ela envelheça bem”, disse a vice-prefeita de Paris, Anne Hidalgo.


E esta não é a única obra de vidro nas alturas. Em uma matéria especial da revista O Vidroplano da edição de março de 2007, você pode conferir o projeto de uma passarela de vidro construida no Gran Canyon.


Entre em contato com a Teia Design Interiores:




segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Seminário Comunicação e Sustentabilidade Fumec

Projeto “ASAS” e Projeto “Design de Resíduos"

 Natacha Rena e Juliana Pontes
Sustentabilidade!
Veja a entrevista abaixo e confira.

Fonte: http://www.pontoeletronico.fumec.br/blog/jornalismo/palestras/juliana-pontes-natacha-rena/

PROJETO DESIGN DE RESÍDUOS

O projeto DESIGN DE RESÍDUOS é um trabalho de educação em sustentabilidade ambiental e social, aliado à capacitação em design sustentável. O projeto propôs oficinas direcionadas para jovens de 15 a 18 de anos, moradores do Aglomerado da Serra, com o objetivo de formar a consciência social, ambiental e cultural a partir da noção de reaproveitamento





Saiba um pouco mais sobre Natacha Rena e Juliana Pontes.



Juliana Pontes - Coordenadora do Projeto Design de Resíduos

 

Sobre Juliana Pontes

Mestre em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); Especialista Lato Sensu em Novas Tecnologias da Comunicação (Uni-BH). Professora em regime de tempo integral na Universidade FUMEC, docente na graduação em Design Gráfico e na pós-graduação em Design e Cultura. Atua em projetos de extensão na área de design/artesanato urbano e design socioambiental desde 2005, coordenando atualmente o projeto Design de Resíduos.



Natacha Rena - Coordenadora do Programa ASAS

 

Sobre Natacha Rena

Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Escola de Arquitetura da UFMG (1995). Mestre em Arquitetura pela Universidade Federal de Minas Gerais (2000). Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade de São Paulo (2006). Atualmente é professora do curso de Arquitetura e Urbanismo e do curso de Design da Universidade FUMEC. Também é professora do Curso de Arquitetura da Escola de Arquitetura da UFMG.

Coordenadora do Programa ASAS (Artesanato Solidário no Aglomerado da Serra)/ Universidade FUMEC e do Programa DESEJA.CA (Desenvolvimento Sustentável e Empreendedorismo Solidário no Jardim Canadá)/ UFMG. Atua principalmente com: Arquitetura Contemporânea, Arte, Tecnologia Social, Design e Artesanato. Coordenadora de projetos especiais na COMUNA S.A. e coordenadora de projetos socioambientais do Ja.Ca_Centro de Arte e Tecnologia do Jardim Canadá.

Pernambuco. É só Chegar.

Aprecie a beleza de Pernambuco!

Sua arquitetura, escultura, culinária, turismo. Desfrute uma viagem inesquecível.

Ondas do mar de águas mornas e tranquilas. Aprecie a beleza de Olinda, Porto de Galinhas. A reserva da Mata Atlântica. O arquipélago de Fernando de Noronha. A preservação da Fauna e Flora.

Veja também os engenhos restaurados que se tornaram pousadas aconchegantes. Visite o Sertão e o Agreste Pernambucano com suas matas e cachoreiras. Sem falar na tradicional e maior Festa de São João em Caruaru - com 30 dias de festa e shows.

Este vídeo abaixo, mostra um pouco da beleza de Pernanbuco. É só clicar!


quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Igreja São Francisco em Salvador/BA


Aprecie a beleza interna da Igreja São Francisco em Salvador na Bahia.

Imperdível!

Neste link abaixo, você poderá ver uma foto contínua em 360º, isto mesmo, 360º de pura arte. Marvilhosa essa Igreja. Faça um tour verdadeiro.

Observção: Coloque em tela cheia, arraste o mouse e não esqueça de ver o teto, magní­fico! O piso também todo trabalhado. Clique nas setas e veja as opções no canto superior esquerdo, pode usar o zoom do mouse também.

Faça um tour e aprecie uma belíssima arte!

Clique abaixo:


terça-feira, 22 de novembro de 2011

Revista LUSH - Arquitetura e Decoração

Edição de Novembro de 2011 - Vale a pena folhear esta revista digital.




Todas as revistas deveriam ser digitais. Muito fácil acessar. Não acessou ainda?
Está esperando o que?
Abraços,

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Gota de Vidro

Gota de Vidro: Projeto do arquiteto espanhol Orlando de Urrutia

‘Gota’ de vidro é desenhada para converter ar em água

Fonte: http://www.abravidro.com.br/blog/?p=1073

Projetado para unir tecnologia e recursos naturais, o resort criado pelo arquiteto espanhol Orlando de Urrutia tem o formato de uma gota d’água caindo do céu no oceano. Todo feito de alumínio, concreto e, principalmente, vidro, o hotel é luxuoso e visa a interagir com a natureza, de forma a agregar valor a ela, e não somente explorá-la.
A “gota de vidro” é o primeiro projeto a transformar ar em água por meio da energia solar. Uma de suas faces é composta de painéis de vidro fotovoltaico semi-incolor, desenvolvidos para converter luz natural em energia elétrica, e está voltada para onde há mais incidência do Sol.
A fachada oposta ao Sol e com menos incidência de luz terá volumetria vazada, ou seja, aberta para a entrada de ar que será levado através das máquinas geradoras de água limpa. Seu desenho faz com que o ar, ao passar pelo pátio central, ganhe velocidade até sair por um aerogerador, produzindo energia elétrica para todos os aparelhos e equipamentos do prédio.
Os painéis fotovoltaicos estão mesclados com filtros especiais que convertem umidade de ar e condensação em água própria para o consumo, aproveitando a evaporação da água do mar de dia e a condensação dela durante a noite. Além do ar, a água da chuva será reaproveitada e a do mar também, por meio de dessalinização com equipamentos localizados na base do edifício. Por isso, lugares costeiros e de clima quente e úmido são os mais apropriados. O Brasil entra nesta descrição.
Outra parte da edificação em que o vidro é essencial está abaixo do nível do mar. Trata-se do aquário natural do hotel. De área circular toda envidraçada, ele permitirá que o visitante tenha uma visão privilegiada de 360 graus do oceano e da vida marinha em seu hábitat natural.
O resort hitech é da geração pós-modernista e foi criado para servir como centro de lazer, hotel, spa, salões para congressos e conferências, restaurantes, ginásios, exposições permanentes e itinerantes relacionadas ao tema principal dessa construção: a água, o meio ambiente e as energias renováveis.
nte e as energias renováveis.



Assista ao vídeo.
Acesse para ver mais detalhes da "Gota de Vidro" abaixo:

http://youtu.be/Wk4C2Q-EOQw

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Projeto: Ponteio - Mostra Gastronomia Francesa

Projeto: Ponteio - Mostra Gastronomia Francesa

Mostra no Ponteio - Gastronomia Francesa

Projeto: Teia Design

* Projeto Ponteio: Gastronomia
* Local: Belo Horizonte/MG


O ano da França no Brasil
“O Ponteio está à francesa! Voilà! Que venha à França!”.

Um pouco da História: No ano de 2005 foi o ano do Brasil na França chamado “Bresíl, Bresis”, que resultou em uma rápida correspondência e reciprocidade. No ano de 2009 foi a vez da França no Brasil. Uma oportunidade de retribuir a cordialidade recebida. Nesta mostra foi apresentado ambientes de uma França criativa, plural e moderna, mas que respeita suas tradições, aliando; Historia, Arte, Moda, Gastronomia, Arquitetura e Literatura.

Local do Evento: O evento foi realizado nas áreas de exposição do Ponteio Lar Shopping, na cidade Belo Horizonte/MG, no período de 15/06/09 à 30/06/09 onde o Brasil esteve à francesa, tingindo de bleu, blanc e rouge.

Apoio: Universidade FUMEC, Câmara de Comercio – França –Brasil, Ponteio Lar Shopping, Lojas e Fornecedores do Ponteio e em especial à Professora Rosângela Brandão, que contribui e orientou a todos, para que este evento acontecesse.


Projeto Ponteio Gastronomia: A indiscutível supremacia da cozinha francesa através da história moderna e contemporânea nos leva às suas origens medievais, e a sua definição como fusão de três elementos indispensáveis: a riqueza de ingredientes; a sabedoria na maneira de utilizá-los e o requinte nos mínimos detalhes. Com charme e versatilidade incontestáveis, quer falando da Cozinha Clássica (com Antonin Carême) ou da Nouvelle Cuisine (com Paul Bocuse e Pierre Troigros), a gastronomia francesa é responsável pelas inúmeras outras cozinhas que nela se espelharam e estão espalhadas pelo mundo, bem como das formas de fazer da cozinha e da mesa verdadeiras artes.

Na França considera-se a mesa um dos principais prazeres da vida por isso, o cuidado e atenção, as tradições e cerimonial que cercam o cultivo, a comercialização e o preparo da comida.

Conceito: O projeto traz uma idéia do colorido sabor, variedade e imaginação de uma refeição na França.

Objetivo: Dar oportunidade aos clientes e visitantes do Ponteio Lar Shopping de conhecer a enorme variedade regional da gastronomia francesa bem como dos grandes chefes e um pouco de sua história.

Justificativa: A gastronomia é, com efeito, uma das maiores referências da França no mundo, fazendo parte do patrimônio nacional.


Confira abaixo todas as etapas do projeto:

Foto 01: Perspectiva do Ambiente
Fonte: Acervo Teia Design
Foto 02: Perspectiva do Ambiente
Fonte: Acervo Teia Design
Foto 03: Tablado para montagem inicial do espaço
Fonte: Acervo Teia Design

Foto 04: Estrutura para colocar tampo da mesa
Fonte: Acervo Teia Design

Foto 05: Tablado com tapete, mesa e cadeiras
Fonte: Acervo Teia Design
Foto 06: Espaço com as cadeiras
Fonte: Acervo Teia Design
Foto 07: Quadro com fotos de pratos franceses
Fonte: Acervo Teia Design
Foto 08: Quadros com fotos de pratos franceses - Totalizando 12 quadros
Fonte: Acervo Teia Design

Foto 09: Mesa montada - vista frontal
Fonte: Acervo Teia Design

Foto 10: Mesa montada - vista lateral esquerda
Fonte: Acervo Teia Design
  
Foto 11: Mesa montada - com porta retrato
Fonte: Acervo Teia Design
Na foto 11 apresentada acima, colocamos um porta retrato com os seguintes dizeres:
"Este ambinete da Gastronomia Francesa foi realizado em parceria com Maria Alice Decorações"

Vale ressaltar que, os vários objetos, castiçais, todo o mobiliário, arranjos, tapete, taças e porta retrato, foram cedidos pela empresa - Maria Alice Decorações - para realização desta Mostra no Ponteio Lar Shopping em Belo Horizonte/MG.
Foto 12: Equipe Teia Design
-  direita para esquerda: Simone Motta, Graça Terra e Monika Kick -
Fonte: Acervo Teia Design

Foto 13: Da direita para esquerda:
- Rosângela Brandão, Monika Kick, Graça Terra e Simone Motta -
Fonte: Acervo Teia Design

Na foto 13 acima, da direita para a esquerda, nosso agradecimento especial à Professora Rosângela Brandão, que contribui e orientou a todos, para que este evento acontecesse.


Plantas do Espaço da Gastronomia Francesa:


Foto 14: Planta Técnica do Espaço
Fonte: Acervo Teia Design



 
Foto 15: Planta Lay Out
Fonte: Acervo Teia Design



Foto 16: Planta Técnica com Lay Out
Fonte: Acervo Teia Design

Foto 17: Planta de Iluminação do ambiente Gastronomia Francesa
Fonte: Acervo Teia Design


Para mais informações, deixa uma mensagem, faça um comentário ou acesse nosso e-mail.
A Teia Design Interiores entrará em contato o mais rápido possível.


Entre em contato com a Teia Design Interiores: